Seguidores

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

BRILHO DOS FOGOS - Célia Laborne Tavares







Quero uma noite escura

cheia da paz de teus olhos

para deitar-me ao relento

e esperar o brilho dos fogos.



Quero o silêncio da paz

sobre o mistério da vida

numa noite sem nuvens

para chamar o teu rosto.



Depois,

partirei como a criança

de olhos redondos e risonhos

com os dedos entrelaçados.

Dedos que o luar tocou

e que não sofrerão mais

com os cabelos negros

caindo sobre meus ombros

e perfumando minha

busca eterna.

Sem comentários: